Sobre o som no cinema de horror

Publicado no número 24 (volume 1) da revista Ciberlegenda, da Universidade Federal Fluminense (UFF), este artigo procura listar alguns recursos estilísticos recorrentes no som do cinema de horror, examinando e discutindo algumas razões pelas quais essas ferramentas narrativas se tornaram populares entre cineastas, compositores e sound designers. O objetivo é, partindo de uma definição específica do horror como gênero e analisando a recorrência de certas técnicas narrativas em cada componente do som no cinema – voz, música e efeitos sonoros –, encontrar padrões recorrentes que podem ser vistos em filmes de diversos diretores, épocas e cinematografias.

O artigo é resultado de uma pesquisa que problematiza questões de estilo relacionadas ao cinema de gênero.

O texto na íntegra pode ser baixado aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s