A figura do herói em três westerns de Sergio Leone

O artigo a seguir é um exceto de minha tese de doutorado, devidamente ajustada às normas e ao padrão do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), que aconteceu no Recife, em setembro de 2011.

No artigo, analiso o surgimento e a evolução de um herói com caracterização amoral, violenta e individualista, dentro do escopo de três filmes dirigidos por Sergio Leone em meados da década de 1960. O objetivo foi de identificar os contextos sócio-culturais que impulsionaram Leone a adotar esse novo perfil de herói, que está ligado diretamente a outro recurso de estilo típico na obra do diretor: uma representação mais realista da violência. Tentei mostrar, ainda, como o herói de moralidade ambígua extrapolou os filmes de Leone, ajudando a influenciar toda uma linhagem de filmes de ação contemporâneos.

O texto na íntegra pode ser acessado aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s