Casa da Noite Eterna, A

[rating:3.5]

Uma das vantagens mais bacanas que o surgimento dos formatos de armazenamento digital de imagem (DVD, Divx, Blu-Ray e outros) trouxe aos cinéfilos foi a possibilidade de ter em casa, com qualidade impecável, os filmes que marcaram alguma fase importante de nossas vidas. Não parece perfeita a idéia de poder assistir, no dia e na hora em que você quiser, àquele faroeste obscuro que você viu no Corujão, no dia em que beijou pela primeira vez a mulher que seria, anos depois, sua esposa? Ou àquele filmeco de suspense que você viu quando criança e acordou seus pais de tanto berrar de medo?

Claro que encontrar esses filmes não é tão simples assim. Como o formato de armazenamento digital só existe desde 1997, há uma porção de obras que ainda não viram a luz do dia. Algumas até mesmo são clássicos do cinema antigo. Se até clássicos demoram para aparecer em formato digital, calcule então os filmes mais antigos e desconhecidos. Você pode até pensar que nunca vai conseguir rever aquele velho terror B, ou aquele faroeste saudoso. De qualquer forma, se você pensa assim, é bom começar a rever seus conceitos.

Na Internet (existem serviços legais de distribuição gratuita de filmes antigos), em locadoras especializadas ou em boas lojas virtuais de venda de filmes, é possível encontrar muitos desses clássicos pessoais. Se você falar inglês (ou ler legendas no idioma americano ou em espanhol) e tiver algum dinheiro sobrando, aí é que vai fazer a festa mesmo. Uma boa dose de paciência para pesquisar pode render bons frutos. Por exemplo, vários filmes do acervo da Fox/MGM, só para citar uma distribuidora, podem ser encontrados em edições simples, com som e imagem remasterizados. Westerns e películas de terror tipo B – aqueles filmecos com orçamento baixo – enchem as prateleiras por aí.

Um bom exemplo disso é o semi-clássico obscuro “The Legend of Hell House”, que fez a delícia de muitos adolescentes apaixonados por filmes de terror nas décadas de 1970 e 1980. Talvez você nem lembre dele pelo título original, mas nas sessões das madrugada ele passava na TV com o soturno nome de “A Casa da Noite Eterna”. Lembra dele agora? Pode acreditar: trata-se de uma das melhores obras que abordam o surrado tema da casa mal-assombrada, enterrado depois do fiasco de “A Casa Amaldiçoada”, do diretor Jan De Bont, em 1999.

O enredo do filme é bem simples e foi devidamente copiado pelo holandês na bomba milionária. Um ricaço inglês moribundo contrata uma equipe de quatro pessoas para passar uma semana na tal mansão assombrada (“o Monte Everest das casas mal-assombradas”, segundo o líder do time, o físico Lionel Barrett, interpretado por Clive Revill). Eles precisam arranjar provas da vida após a morte para ganhar US$ 100 mil cada. Entre os corajosos está o enigmático médium Ben Fischer (Roddy McDowall, o chimpanzé Cornelius do “Planeta dos Macacos” original), único sobrevivente de uma expedição similar que fracassou, anos antes.

Em 1h35, a atmosfera opressora toma conta da tela. O clima de suspense cresce aos poucos e a grande sacada do roteiro é criar um enigma que os personagens (e o espectador) precisam resolver para desvendar o mistério das assombrações. O final é inteligente e, ainda bem, não tem banho de sangue. Os efeitos são obviamente modestos e algumas vezes mal feitos (como o ataque de um gato preto a uma outra médium), mas funcionam bem na apavorante locação gótica da casa. A transferência de imagem está excelente, ressaltando bastante as cores fortes dos cenários, que apareciam pálidas naquelas sessões do Corujão. O som, disponível em quatro canais digitais, também é satisfatório.

Enfim, para quem gosta de filmes que metem medo sem precisar de recorrer à violência física brutal que entope os filmes atuais de terror, esse aqui vale muito à pena. As legendas do DVD norte-americano (não lançado no Brasil) existem em inglês e espanhol. Uma dica para os consumidores interessados: existem lojas virtuais brasileiras que importam o DVD para você sem cobrar as tarifas sufocantes embutidas na entrada do produto no Brasil, quando a compra é feita nos sites gringos.

– A Casa da Noite Eterna (The Legend of Hell House, EUA, 1973)
Direção: John Hough.
Elenco: Roddy McDowall, Clive Revill, Pamela Franklin
Duração: 95 minutos

Anúncios

14 comentários em “Casa da Noite Eterna, A

  1. Da sua resposta sobre os “10 mais” no Podcast, vim parar aqui, hehe…

    E me interessei. Eu sou daquele tipo de colecionar organizado, com uns 380 filmes, entre originais e cópias, mas todos encapados, limpinhos e tal. Nunca fui muito de conferir e baixar da internet (já que não teria a capinha, né), e até porque sou preguiçoso e sem tempo também – sei que não casa com o perfil de quem corre atrás de relíquias. Mas a questão é que você citou lojas – boas – virtuais de venda… pode indicar por aqui quais seriam? Sem querer abusar da sua boa vontade…

    Outro dia comprei alguns em um anúncio de uma pessoa que se desfez da locadora. Foi até muito barato, mesmo para semi-novos. Só que há esses filmes muitos difíceis de se encontrar, que algumas locadoras dizem que nem saiu.

    Como: A Sétima Cruz (Zinnemann)
    Julgamento em Nuremberg (Stanley Kramer)
    Rede de Intrigas (Sidney Lumet) – vi algumas vezes em VHS só
    Jogo Mortal/Trama Diabólica (Joseph L. Mankieviscz) – vi na TV a Cabo, à venda nunca.
    Reds (Warren Beaty)
    Nove Rainhas (ARG, Fabián Bielinsky) – uma locadora tinha, mas sem capa pq não era daqui, algo assim.
    Malcolm X (Spike Lee) – em DVD ainda não vi por aí.

    Curtir

  2. André, eu já dei aos leitores tantas indicações sobre as lojas que virão a seguir que, começo a pensar, deveria começar a cobrar delas pela propaganda gratuita! 🙂

    Bom, as melhores lojas são, pela ordem, a 2001 Video (que vende livros sobre cinema também, e faz às vezes promoções excelentes); a DVD World (para mais de 4 DVDs, dá para ganhar frete grátis); e, para DVDs importados, a CD Point (mais barato do que comprar em lojas gringas). Pode pôr no Google que você acha as três rapidinho.

    Se o DVD é mais raro, procuro no Buscape. E fico de olho em promoções. Já comprei muita coisa boa na Submarino, na Saraiva (todos os filmes de monstro da Universal dos anos 1930 por R$ 4 cada), nas Americanas (Bergman e Fellini por menos de R$ 10, caixas da Família Soprano por R$ 8).

    Agora uma pergunta: Rede de Intrigas em DVD nacional original? Existe??

    Curtir

  3. Hehehe, então vamos passar a deixar observações no ato das compras lembrando onde conseguimos as indicações. Não é possível que essas lojas virtuais não venham bater na sua porta (ou no seu site!) para a devida compensação…

    Lojas Americanas e Submarino, principalmente, estão nos meus Favoritos, sem dúvida. Como te falei, também fico de olho e aproveitei muita coisa. Era mais em relação à raridades e tal, como essa CD Point, que vou conferir.

    Quanto ao Rede de Intrigas, não encontro. Parece que não há mesmo. Acima, disse que aluguei só VHS algumas vezes… mas DVD que é bom já escutei teorias de que o estúdio perdeu em incêndio, de que sairia em breve e sei lá mais… Os outros, sabe de algo, ou tem?

    Ah, e, como esperava, já fui a duas locadoras aqui no Rio que não tem Casa da Noite Eterna. Vou recorrer às locadoras do Cinema Estação – você deve conhecer, né – ou uma outra mais extensa por aqui. Quando assisti à A Casa Amaldiçoada, há algum tempo, vi uma história muito legal jogada fora. Na época, não sabia que houve um original.

    Valeu pela força!

    Curtir

  4. A propósito, lendo e falando tanto de terror, resolvi ir ver Arrasta-me Para o Inferno.

    Porra, não sei se sou eu que não costumo investir no gênero, mas que coisinha estúpida… Mistura ruim de Chave Mestra, Todo Mundo em Pânico com alguma outra coisa que nem lembro mais. Tenta ser moralista, é cheio de clichês, exageradamente barulhento… Sam Raimi, de O Plano Simples e O Dom da Premonição fazendo isso?

    Vi REC há um tempo, adorei, e achei que algo pudesse ter mudado. Mas aí lembrei: ele é espanhol…

    Curtir

  5. Ah, eu tinha entendido que os títulos citados você tinha comprado. Nao, nunca vi nenhum deles em DVD. Não no Brasil. O “Rede de Intrigas” existe lá fora (talvez na CD Point dê pra comprar). E “A Casa da Noite Eterna” também não saiu por aqui. O meu é importado.

    Curtir

  6. Não é bem preguiça. Talvez a Fox não acredite que tenha lucro lançando por aqui. Enfim, é uma pena. Mas fica a dica: quem gosta desse filme não pode perder “Os Inocentes” (esse existe por aqui), que é talvez o mais assustador filme sobre fantasmas já realizado.

    Curtir

  7. Filmaço. Feito sem os atuais recursos, na maioria overs, de computação, que torna “tudo” possivel, o que já por si tira o aspecto do sobrenatural. Tudo no roteiro,cenário, atuação, ilumunação. Um dos melhores do gênero, assim como “The Haunting”. Tinha 8 anos e assistia nas madrugas, fez parte da minha psique e formação de gosto por cinema. Imprescindível assistir se se quer conhecer o verdadeiro gênero “terror/suspense”. Aproveitando a ocasião, filmes de outros gêneros imbatíveis da época: “Matadouro 5”, “Zacharia”, e um pouco adiante “Zardoz” e “Zabriskie Point”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s